Visitas: 9600
História

Vila de Corroios

A Vila de Corroios situa-se no concelho do Seixal, Distrito de Setúbal, e integra a Área Metropolitana de Lisboa. Faz fronteira a nascente com a freguesia de Amora, norte e poente com o concelho de Almada, e a sul com o concelho de Sesimbra. “A seis quilómetros de Cacilhas (Almada), a 23 de Sesimbra e a 32 de Setúbal, é atualmente atravessada por importantes eixos rodoviários (Autoestrada do Sul e Estrada Nacional n.º 10) usufruindo igualmente de uma estação na via ferroviária que liga a Margem Sul a Lisboa. A freguesia de Corroios, com uma área de 17,01 km2, apresenta um formato alongado e dista 3,8km da sede de Concelho. É composta por diferentes povoações, lugares ou urbanizações onde se incluem Miratejo, Quinta do Rouxinol, Quinta do Brasileiro, Corroios, Quinta de S. Nicolau, Alto do Moinho, Quinta da Marialva, Santa Marta do Pinhal, Santa Marta de Corroios, Pinhal do Vidal, Vale de Milhaços, Cabouca, Quinta da Aniza, Quinta da Queimada, Quinta da Fábrica, Quinta de Valadares, Marisol e Verdizela.

Depois de ter sido durante 467 anos uma das mais antigas paróquias e freguesias do Termo de Almada, quando se efetuou a reforma administrativa do Liberalismo, que criou o município do Seixal a 6 de novembro de 1836, acabou por ser anexada pela sua vizinha Amora já que possuía um número reduzido de habitantes. A partir de então, e até 1976, Corroios passou a ser um lugar da freguesia de Amora pertencente ao concelho do Seixal.

A 7 de abril de 1976 foi restaurada a Freguesia de Corroios. Em 20 de maio de 1993 foi elevada à categoria de Vila.

Crescimento demográfico

A primeira referência ao número de habitantes de Corroios data de 1620, com 65 fogos e 180 habitantes. Em 1940, segundo registo de censo, eram 884 habitantes. O primeiro salto significativo no número de moradores verifica-se em 1960, com 2481.

No censo de 1981 a então já restaurada freguesia de Corroios registava 25 499 habitantes. Aliás, na década de oitenta, Corroios viria a ser a freguesia do concelho do Seixal onde se registariam os maiores acréscimos populacionais.

No censo de 1991 a população total da freguesia atingia os 35 439 habitantes.

Atualmente, com a instalação de novos equipamentos, acessibilidades, infraestruturas e serviços, esta freguesia é muito procurada para zona habitacional, atingindo um número na ordem dos 47.657 habitantes.

Locais a visitar

Moinho de Maré; Fábrica da Pólvora de Vale de Milhaços e Olaria Romana.